Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2019

O outro como obstáculo

Imagem
Não conseguir perceber o outro enquanto ele próprio cria um sistema de utilização do mesmo. Nesse sistema as pessoas são úteis ou são obstáculo. Como obstáculo têm que ser eliminadas, destruídas. Não é João ou José no caminho, é um monte de coisas que tem de sumir. As violências - psicopatias resultantes do autorreferenciamento - demonstram isso. Autorreferenciados esses  indivíduos não percebem que estão com outros seres humanos, se percebem rodeados de coisas que ajudam e satisfazem desejos ou atrapalham. Justificam-se pensando: “não matei ninguém, apenas retirei o que obstruía meu caminho".

Além da violência dos extermínios, temos o roubo, apoderando-se do que precisa - para usar ou vender - e temos também as invejas e ciúmes, gerando destruição dos outros à volta.

Viver sozinho, transformando o outro em apoio ou obstáculo estabelece violência, estabelece medo, estabelece desejos e motivações nas quais o semelhante existe como peça da engrenagem. O indivíduo se percebe com …

Educação e alienação

Imagem
Os processos educacionais, por definição, são fundamentais para o indivíduo à medida em que o habilita para estar no mundo com os outros. Educação é um processo basicamente proporcionado pelo outro e assim representado pela família, pelos parentes. Chegar à escola é encontrar um prolongamento desse processo, ou, às vezes, sua obstrução pelo antagonismo aos valores familiares. Famílias estabelecidas em critérios de disponibilidade, individualidade e autenticidade, de repente têm seus filhos esbarrados em escolas conservadoras e discriminatórias, por exemplo, onde se ensina técnicas, se ensina a ler e escrever, e também são acentuados conteúdos alienadores que precisam ser neutralizados pela família.
Necessário preparar o filho para viver esse antagonismo não esperando que a escola individualize, sabendo que ela pode polarizar divisão, enfraquecendo critérios de autonomia e liberdade. Como Ivan Illich falava, as escolas que não se baseiam em convívio e autonomia, são manipuladoras, hi…

Vida para depois

Imagem
Alguns indivíduos, como formigas operárias de construção, amealham e organizam o cotidiano em função de conquistas para, um dia, utilizar esses resultados.
Postergar, querer deixar a vida para depois gera desespero, frustração, tanto quanto pessoas esperançosas e cheias de ânimo. Acontece que esse processo mecaniza, deixa rígidos os que ficam preocupados em realizar, em conseguir o bom e evitar o mal. Chega o dia em que processos de construção e expectativas se realizam: o casamento, a formatura, a aposentadoria e o que se conseguiu não é mais massa de manobra, passa a ser impedimento, obstáculo que deve ser transposto para se viver feliz e bem. O casamento, por exemplo, trouxe responsabilidade e situações que impedem o que se queria realizar no futuro, a profissionalização obriga a novas construções e na aposentadoria tudo foi conseguido, não é necessário mais trabalhar, entretanto falta perna, falta ar, falta vigor. A partir de então as construções passam a ser realizadas em outras…

Abulia e medo

Imagem
Não querer, não ter vontade de fazer nada é abulia. Essa neutralização das motivações transforma o indivíduo em máquina captadora de demandas. Reagir e responder da melhor maneira é a forma que ele encontra para se locomover em sua pequena área de segurança. Essa locomoção é um posicionamento. Só pensa e faz o que não prejudica e ainda o que melhora. Acontece que mesmo mecanizado o ser humano é um ser vivo, ele sofre, decide e estabelece processos.
Quanto mais posicionado em seus medos e avaliações, mais enrijecido, menos dinamizado, movimentando-se apenas pelo sim e pelo não, pelo que satisfaz e pelo que frustra. Nesse compasso pendular, sua oscilação se faz ao fugir da dor, ao buscar o prazer e assim sua construção de trajetória, seu plano de ação é retraimento, anulação. Desse modo se consegue transformar vontade, motivação em abulia - falta de vontade - criada pela filtragem das contabilizações e medos.
Tudo que é pesado, medido e contado, recebe valores agregados que podem tra…