Thursday, June 25

Ideia fixa

Obsessão, obstinação são os vários nomes para a redução do mundo aos próprios interesses e princípios, assim como a dogmas e pensamentos religiosos. É uma atitude resultante de insegurança e medo, que se caracteriza por necessidade de ter onde se apoiar, por precisar resolver as coisas o mais rápido possível. 

Geralmente esta atitude rígida é fruto da não aceitação do presente. A rigidez faz com que não se perceba nada além do desejado, e quando o indivíduo se transforma no próprio desejo, ele aspira à uma concentração sem desperdício de pensamento, de ação, de motivação.

As ideias fixas resultam também da incapacidade de apreender e aceitar a multiplicidade de variáveis ameaçadoras dos próprios interesses, e neste sentido, a ideia fixa é transformada em talismã, alavanca aceleradora das realidades pretendidas e ideadas. Sendo sempre um prévio, um a priori ao que acontece, a ideia fixa inibe participação, cria relacionamentos pontualizados, relacionamentos resumidos dos valores mantidos pela fixidez funcional. Não saber improvisar, ficar frustrado por tudo que não cabe nos planos ideados, é característica desta atitude.

A continuidade da manutenção de ideias fixas faz com que o indivíduo seja tomado, substituido pelas suas obsessões. Podem surgir perversões nas quais “tudo é prazer”, “tudo é orgasmo” ou surgem indiferenciações, criando pedófilos, necrófilos, por exemplo. Da mesma forma, “salvar a Pátria”, “ajudar os pobres”, enaltece, dá lucros, cria militâncias políticas violentas e destruidoras de qualquer coisa diferente das próprias pretensões, das próprias ideias. Frequentemente a ideia fixa é quase sinônimo de deslocamento, escape de tensões, descoberta de algo que sirva de receptáculo para empenhos, habilidades e dedicação.

A unilaterização de vivências através da idéia fixa cria um fosso entre o indivíduo e o seu mundo, o indivíduo e o outro, desde que apegos impedem disponibilidade e criam atritos com a constante impermanência dos processos. Ter idéia fixa é começar a construir solidão, mesmo que aparentemente protetora de medos, dificuldades e frustrações.





- “Da reviravolta dos valores” de Max Scheler

No comments:

Post a Comment