Thursday, May 5

Frustração

Frustração é o desconcerto vivenciado ao perceber que não conseguiu, ao perceber que perdeu, que falhou na realização de propósitos e desejos.

As vivências de frustração são variadas. Frequentemente a frustração resulta de uma expectativa, uma meta, um desejo não realizado, não atendido. Neste sentido ela está sempre estabelecida em um tempo futuro e é causada pelos outros e pelas circunstâncias. Voltada para expectativas, a frustração é muito próxima da decepção, de não ter sido considerado, não ter seus propósitos atendidos e resolvidos.  

Às vezes as frustrações aparecem quando se descobre, através de impasses, as impossibilidades de resolver os próprios problemas. Descobrir-se incapaz, impotente e sem condição de resolver os próprios conflitos e dificuldades, causa frustração. Quando as mesmas são percebidas e aceitas, quando são enfrentadas, surgem questionamentos responsáveis por recriar, por mapear todas as trajetórias causadoras do impasse. Estas situações são antíteses, são toques propiciados pelas contradições vividas que ampliam os referenciais perceptivos, fazendo com que surjam variáveis e configurações esclarecedoras das dificuldades e conflitos.

As frustrações são imensas, problematizam, mas também indicam caminhos de solução, recriam atmosferas e possibilitam mudanças. Nestes casos, vivenciar a frustração é descobrir-se incapaz de continuar mantendo situações desagradáveis, tais como: casamentos esvaziadores, trabalho alienante, compromissos tediosos, por exemplo.

Acumular frustração é esfacelar, é fragmentar a continuidade de vivências e propósitos, principalmente quando esta atitude significa um álibi, uma motivação para manter o que se conseguiu. As mentiras e fingimentos decorrem deste acúmulo. Quebra-se a dinâmica ao estabelecer posições, pontualizações autorreferenciadas e assim surgem os “magoados”, desmotivados e incompreendidos.


verafelicidade@gmail.com

No comments:

Post a Comment