Thursday, December 20

Despropósito


Muitas vezes o despropósito é confundido com falta de motivação, virando quase sinônimo de depressão.

Não estar contextualizado, sentir-se desintegrado e sem referencial específico, provoca a vivência de despropósito. 

Sentir-se gauche na vida, fora de foco, à margem, só acontece quando se está autorreferenciado. Por sua vez, o autorreferenciamento cria outras variáveis: de diferente e excêntrico passa a ser destoante, inapropriado, substituindo a vivência de despropósito por vivência de inadequação, desajuste, rejeição.

Despropósito, em alguns casos, origina-se de uma vivência de tédio, de distanciamento, pressupõe sempre uma crítica, um questionamento ao dado, ao posto, ao existente, mas também configura deslocamento de conflitos e não aceitações, anseios frustrados e problemas adiados.

Participações políticas, celebrações familiares, por exemplo, suportadas, negociadas, mantidas, precisam atingir a dimensão de despropósito para que se realize a crítica e questionamento das posturas e posicionamentos cobrados e estabelecidos ao longo dos anos. Muitos conflitos entendidos como choque de geração nada mais são que vivências de despropósito não assumidas nem percebidas enquanto novas configurações relacionais.














"Os Tarahumaras" de Antonin Artaud
"Parmênides" de Martin Heidegger

verafelicidade@gmail.com

2 comments:

  1. Oi,Vera, este texto Despropósito faz parte de algum dos seus livros? Um abraço e obrigada pelos posts.
    Catia

    ReplyDelete
    Replies
    1. Oi Catia, obrigada pelas leituras. Este texto não faz parte de nenhum livro.

      Bjs

      Delete