Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2021

Sequências

Imagem
    As ordens estabelecidas nas instituições de transmissão do conhecimento não são limitadas pelo tempo embora o reflitam. O professor que ensina outro professor é um elo de uma corrente contínua. De diferentes maneiras são repetidas as mesmas coisas. Essa atemporalidade é o que recria e mantém o tempo. Este aparente paradoxo é estabelecido pela doxa , pelas opiniões que se superpõem, e que mesmo que variem são iguais enquanto resumo de ordens, regras e palavras. Assim são formadas as instituições e assim são transmitidos valores que sequencialmente criam conjuntos: humanidade por exemplo. Quebra de sequências surgem quando valores são transmutados, transformados. Essa é a grande ameaça que se desenha com os processos de alienação e desumanização. O ser humano poderá vir a ser ingerido como proteína capaz de alimentar famintos? O descrédito na humanidade ensejará sua superação? As quebras de sequências básicas são sempre mutações atordoantes no mundo biológico e também no psicológico.

Percepção de si e do outro

Imagem
A percepção de si e do outro é uma temática relevante em psicologia. As abordagens a este tema fundamentam psicoterapias. Freud achava que o outro era percebido em função de desejos, medos e anseios, era a projeção de demandas do inconsciente, e isso era o que lhe dava significado. Nesse sentido, na psicanálise a percepção do outro é uma projeção de motivações e comportamentos inconscientes. Diversamente, para mim, perceber o outro é uma consequência de estar no mundo. Esse simples fato, entretanto, pode ser uma resultante condensadora de inúmeras contextualizações. A variedade de contextos à partir dos quais o outro é percebido é imensa, embora possam ser significadas, condensadas em seus estruturantes: o outro é percebido como prolongamento de autorreferenciamento ou como presença que expressa outras relações e significados. O outro é o que está aí, diante. É o destacado que será significado enquanto ser, enquanto surpresa implícita, ou visualizado como coisa cujas funções são mantid

Ir além dos significados

Imagem
  Ir além do que acontece só é possível quando acontecimentos são considerados contextos, paisagens. É como estar viajando em um trem onde os trilhos, a estrada, os caminhos nada significam salvo direção percorrida. Essa objetivação de propósitos é a transcendência que possibilita ampliação. Não importa com quem se está, ou onde se esteja, o importante é que se está ouvindo, vendo, considerando, e isso sempre significa discernimento. Esse discernimento, o perceber que percebe, o conhecimento, tudo ultrapassa. Não é setorizado, não é dicotomizado por conveniências ou inconveniências. Tudo se sente, tudo se sabe. As possibilidades de vivência - ditas emoções, considerados pensamentos - caracterizam o humano. É a vivência do estar no mundo com os outros que realiza humanidade, que a torna contingenciada e sincrônica com os que convive, com os outros que encontra. Estar aberto e disponível é característica da humanização e permite transcender limites de bom, ruim, certo, errado, útil e inú

Avaliação e vazio

Imagem
  Verificar tudo que se tem e que não se tem, a condição e falta de condição para realização de objetivos, gera, entre outras coisas, atitude pragmática. Nesse horizonte, o principal é avaliar o lucro e o prejuízo para que se possa evitá-lo. É uma maneira de preencher o vazio. É o contar e recontar, é ver se armazena para somar, enriquecer, atingir bem-estar na vida, em um mundo considerado ameaçador e perigoso. Transformado em autômato - desde criança quando o que importava era a boa nota no boletim escolar, o não quebrar coisas e não criar problemas - o indivíduo se endereça para obter a chave do que considera válido e útil, cuidando também que ninguém o atrapalhe e prejudique. De tanto fazer conta, descobre que nada serve. O que vale é que não corra risco, ou ainda, tudo aproveitar. Transformar situação de gasto em situação de lucro é uma arte, um malabarismo diariamente por ele praticado. Essa magia acaba extenuando e colapsa. Buscando lucro está sempre no prejuízo, não sabe o que