Ir além dos significados


 

Ir além do que acontece só é possível quando acontecimentos são considerados contextos, paisagens. É como estar viajando em um trem onde os trilhos, a estrada, os caminhos nada significam salvo direção percorrida. Essa objetivação de propósitos é a transcendência que possibilita ampliação. Não importa com quem se está, ou onde se esteja, o importante é que se está ouvindo, vendo, considerando, e isso sempre significa discernimento. Esse discernimento, o perceber que percebe, o conhecimento, tudo ultrapassa. Não é setorizado, não é dicotomizado por conveniências ou inconveniências. Tudo se sente, tudo se sabe. As possibilidades de vivência - ditas emoções, considerados pensamentos - caracterizam o humano. É a vivência do estar no mundo com os outros que realiza humanidade, que a torna contingenciada e sincrônica com os que convive, com os outros que encontra. Estar aberto e disponível é característica da humanização e permite transcender limites de bom, ruim, certo, errado, útil e inútil. É vida humana por excelência. Está para o psicológico como o oxigênio, o ar está para o biológico.

Comentários

Os mais lidos

Oprimidos e submissos

Sonho e mentiras

Zeitgeist ou espírito da época

Polarização e Asno de Buridan

Mistério e obviedade

Misantropo

A ignorância é um sistema

Formação de identidade

“É milagre ou ciência?”

A possibilidade de transformação é intrínseca às contradições processuais