Aproveitamento e recortes



Qualquer dado subjacente ao vivenciado cria defasagem, posiciona um contexto - o Fundo - que, imobilizado, passa a ser a base de percepção para tudo que ocorre. A Figura - o que ocorre - é, assim, sempre percebida em um Fundo, o do anteriormente percebido, o do que ocorreu. O posicionamento dessa dinâmica é responsável por infinitas distorções causadas pelo posicionamento imobilizador da dinâmica.

Querer ser aceito, querer ser poderoso e considerado, querer significar alguma coisa, vencer concorrências e competições, estabelece os obcecados, os buscadores insaciáveis do poder e da fama. Assim posicionado, só o que interessa é brilhar, conseguir, triunfar, alcançar objetivos que aumentam seu preço, seu poder de barganha, sedução e catequese. Apostam em plágios, imitações, imagens que denotem boa colocação, que criam boa pontuação. Mesmo quando se expõem ou relatam descobertas, consequentemente tratando de situações inéditas, os indivíduos posicionados em meta, em ganância de conseguir e de ter poder, apoiam-se e escondem imitações.

Assistimos certas trajetórias de candidatos a cargos públicos e a cargos acadêmicos, ou de artistas, por exemplo, que estão cheias de cópias e usurpações. Alicerçam suas atitudes na imitação, pois para eles o importante não é criar, é poder ser arauto desta criação. Na intimidade, nas famílias, não orientar os filhos com ideias próprias, por insegurança, é o terrível engano que se faz ao copiar o que foi orientado por profissionais ou lido nas revistas. Criar filhos imitando outros pais, como se tivessem condições sociais mais vantajosas do que as que realmente têm é também o equivalente a copiar além de ser uma transmissão de valores, de avaliações extrínsecas aos processos limites imanentes à atmosfera familiar e educacional vivenciada. E assim se constrói os esforçados, os determinados, os sonhadores que, esvaziados, seguem como máquinas angariadoras de sucesso e aplauso.

Imitar é desvitalizar o imitado e é, também, esvaziar-se, despersonalizar-se nesse processo.

Comentários

Os mais lidos

Oprimidos e submissos

Sonho e mentiras

Zeitgeist ou espírito da época

Polarização e Asno de Buridan

Mistério e obviedade

Misantropo

A ignorância é um sistema

Formação de identidade

“É milagre ou ciência?”

A possibilidade de transformação é intrínseca às contradições processuais