Insight não é comprometimento


 


Algumas vivências podem ser atrapalhadas, confundidas pela memória.

O presente contextualizado no presente permite a percepção do que está se dando, acontecendo enquanto situação que se dá, que ocorre. Quando o presente é contextualizado no passado, esse fato, esse contexto interfere na percepção do presente. Cria semelhança ou dessemelhança buscadas/encontradas. Esse processo quebra o vivenciado enquanto situação que se dá, que ocorre. Constatação acontece por estar presente, nunca antes ou depois. É necessário não deixar a memória interferir para que não surjam comparações que se misturam no que está ocorrendo. Estar totalmente no presente é se permitir a apreensão do que ocorre em toda sua beleza, em todo o seu horror, no que esvazia, no que integra.

Constatar é definidor, é ampliador de limites e de possibilidades. É caminho, é o novo que resplandece. É o insight.

Outro artigo meu sobre este tema: "Constatação - Impasse e movimento" (https://wsimag.com/pt/bem-estar/19783-constatacao)

Comentários

  1. Quando a pessoa se isola, se afasta do mundo, fica mais fácil encontrar as respostas que ela procura. No meio do furacão, fica difícil.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Os mais lidos

Oprimidos e submissos

Sonho e mentiras

Zeitgeist ou espírito da época

Polarização e Asno de Buridan

Mistério e obviedade

Misantropo

A ignorância é um sistema

Formação de identidade

“É milagre ou ciência?”

A possibilidade de transformação é intrínseca às contradições processuais